5 fatores que nunca deixarão você aprender inglês (Aposto que você apresenta o 4º)

Aprender a falar inglês de maneira fluente é o sonho de muitos brasileiros, isso não há como negar. Seja para trabalho, viagem, estudar fora, fazer amizades, ler livros, ouvir músicas, assistir filmes, cantar… enfim, seja qual for o motivo.

E bom, eu costumo falar que existe um Funil, eu costumo chamar ele de “Funil do Inglês”.

Muitas pessoas começam a estudar, todas iniciam na parte inicial do funil, ou seja, na parte mais larga, representando assim um maior número de pessoas…

Porém, ao passar dos dias, meses, anos, as pessoas vão desistindo e vão saindo do funil, e ele vai ficando estreito, estreito e estreito.

O que estou falando é que todos os anos milhares de pessoas no Brasil inteiro iniciam os seus estudos na língua inglesa, porém, menos de 10% das pessoas concluem os seus estudos e chegam ao nível almejado no inglês para aquele ano, ou até mesmo, para a vida.

Se você é ou já foi uma dessas pessoas, não se preocupa, eu já fui também, assim como muitas pessoas…

Preocupe-se se mesmo sabendo que fez ou faz isso e não procura mudar e melhorar, isso sim é motivo de preocupação.

Quero te apresentar aqui, neste artigo, 5 fatores que NUNCA deixarão você aprender o inglês.

thumbnail-2

Fator #1 Falta de Foco e Motivação

 

Esse é o problema do século. Com tantas informações que nos bombardeiam todos os dias, manter-se focado parece ser impossível.

Reza a lenda que a falta de foco vem desde os homens mais primitivos, pois eles sempre precisavam prestar atenção em muitas coisas ao mesmo tempo.

Quando caçavam, tinham que prestar também atenção em sua família e protege-los para nenhum animal selvagem ataca-los, ou prestavam atenção no fogo para que ele não apagasse, ou então nos filhos…

Enfim, sempre estavam atentos.

Mas essa vida “multi focal” primitiva também repercuti na nossas vidas hoje, dentro da nossa casa, por exemplo, somos bombardeados por informações contínuas, quando se está fora de casa nem se fala…

É tanta informação que manter-se focado em uma durante um período favorável de tempo parece ser algo impossível e anti natural.

Se você realmente deseja aprender a falar inglês, você precisa seguir essa anti naturalidade por pelo menos alguns minutos por dia e de fato manter-se focado nos seus estudos.

É muito importante que você também mantenha-se motivado, eu mesmo já escrevi um post aqui aonde trato exclusivamente sobre motivação para estudar inglês.

Vai lá, dá uma lida e aprenda técnicas ninjas para sempre manter-se motivado e focado nos estudos, mesmo que as situações não te favoreçam.

Fator #2 Má gestão de tempo

“Estou sem tempo”

Essa deveria ser a desculpa número 1, a campeã.

Já parou para pensar que estar sem tempo pode não ser necessariamente uma falta de tempo?

Pois é!!!

“Falta de tempo” pode ser apenas uma má gestão do seu tempo e consequentemente uma falta de organização.

Pensa comigo… Cerca de 8% da população brasileira sabe falar inglês de maneira fluente… E deixa eu te contar, acredite ou não esses 8% têm 24 horas também, igual a você.

Todos têm uma vida, um trabalho, uma família e problemas, quem sabe falar inglês, quem está estudando inglês ou quem não sabe inglês.

O que diferencia uma pessoa que sabe falar inglês de uma que não sabe, falando sobre o tempo, é justamente a diferença de gestão de tempo entre esses dois grupos.

Ambos os grupos apresentam uma vida além do inglês, porém um deles consegue aprender e o outro não.

Todos vemos vídeos no youtube, temos facebook, conversamos bobagem com amigos no whatsapp, jogamos vídeo game, saímos para o shopping…

A questão é, quais são suas prioridades?

Em que grupo você está?

Do grupo dos que vão organizar o tempo e aprender ou do grupo que está “sem tempo”?

Apenas organiza o teu tempo e adiciona o estudo do inglês nele de forma regular e diária, feito isso, até se você estudar através da pior metodologia que existe você vai aprender inglês.

A palavra chave é: Planejamento.

Fator #3 Falta de contato diário com o inglês

 

Hoje em dia não existe desculpa, a falta de contato diário com a língua inglesa é uma opção.

Nem adianta falar que é preciso fazer um intercambio, pois, 30 anos atrás essa desculpa colava, porém, hoje não.

É possível ter contato com o inglês na palma da sua mão, dentro da sua casa, no seu quarto, na rua, no metro, no ônibus, no avião… Em todos os lugares!!

Tudo o que você precisa é um celular, notebook ou tablet e conexão com a internet, ou seja, esse não é um problema.

Eu sei que nem todas as pessoas têm ao menos um tablet ou um celular ou um computador com conexão a internet.

Entretanto, se você está lendo esse artigo nesse momento, isso não é mais um problema para você, certo?

Além do mais, existem diversas outras maneiras de ter contato com mídia em inglês além da internet hoje em dia.

Um surdo não pode falar porque não ouve, mesmo ele tendo todo o sistema fonológico, fisiológico e psicológico que possibilite a fala, ele não ouve, ou seja, ele não fala.

Sendo assim, não tem como você falar inglês se você não ouve inglês…

É importante levar em consideração também que apenas ouvir não ajuda, é necessário ouvir um conteúdo que pelo menos você entenda de maneira parcial, seja com o auxilio de um curso, uma vídeo aula ou até mesmo uma tradução, mas é importante que você tenha contato com o inglês todos os dias.

Não seja um surdo para o inglês e quando você menos esperar você estará falando inglês, é como se você aprendesse por osmose.

Fator #4 Ansiedade para falar

A minha caixa de entrada vive sendo abastecida por emails do tipo:

“Jota, eu até consigo entender um pouco de inglês, porém eu não consigo falar nada… Eu tento, tento, tento e não consigo montar frases”.

Vamos entender uma coisa, a fala só existe quando isso é possível.

Não existe uma tentativa de fala, se você está tentando falar é porque ainda não é o momento propício a isso.

Muitas pessoas não conseguem falar inglês porque elas encaram o processo de fala como um processo de tentativa.

É importante entender que só será possível falar, quando já é possível compreender o que se quer falar. Caso contrário o processo de tentativa de fala sempre irá acontecer e consequentemente o medo de falar junto com uma desorganização de pensamentos, o que impossibilita essa ideia de “montar frases” para conversar.

Não tem como falar inglês pensando o tempo todo se vai errar ou não, se a estrutura do que está falando está correta ou não ou se os verbos estão adequadamente conjugados.

É possível fazer uma relação com um carro.

Um carro para funcionar precisa de combustível, caso contrário ele ficará parado.

Trazendo este exemplo para o meio da linguística, leve em consideração que o carro é você e o combustível é o inglês, se você não se abastecer de inglês não será possível se mover em inglês, não tem como “gastar” algo que não se tem.

Então, ao invés de manter-se preocupado em falar, mantenha-se preocupado em entender, pois assim que você começar a entender, você começará a falar.

Sem ansiedade para falar hein? :)

Fator #5 Falta de um caminho a seguir e um bom método

 

Tem gente que estuda inglês procurando os pedaços de pão de João e Maria…

É um pedaço em um canal no youtube, outro pedaço em outro canal, outro em um blog, outro em uma dica de um amigo, outro em outro blog… E bom, assim vai…

Vai recolhendo os pedacinhos para juntar o pão todo.

Essa pessoas vão aprender inglês dessa forma?

Bom, as chances são que sim, porém este é um caminho mais árduo e quem o segue sabe muito bem do que estou falando.

Todas as informações procuradas dessa forma não seguem uma ordem, consequentemente você aprende de maneira bagunçada, sem um caminho a seguir.

É importante levar em consideração a importância de um bom método de estudos, um método o qual você se identifique e veja os resultados acontecendo…

Quando se segue um caminho, você sabe exatamente o que está fazendo e aonde está indo, você não se sente perdido.

Se você tem tempo para “perder”, essa busca desorganizada por materiais pode não ser um problema para você.

Porém, se você deseja aprender rapidamente, não tem paciência para procurar pedacinho por pedacinho ou precisa cumprir metas, é necessário que você siga um programa de estudos, um curso.

É por este motivo que eu indico fortemente que você tenha um bom método de estudos para seguir e por consequência um caminho.

Eu não estou falando para você se matricular em uma escola de línguas, até porque, existem diversas outras opções a se seguir, o importante é que você siga um caminho e tenha outros materiais apenas como um complemento para o seu estudo já encaminhado.

Imagina você chegar em uma cidade desconhecida, se você deseja ir até a farmácia, a melhor opção seria perguntar, pedir informação a alguém que já sabe ir até a farmácia e consequentemente te levar até lá.

Se você for procurar a farmácia por conta própria, as chances são que uma hora você iria encontrar, porém, até lá você tem tido muito stress, gastado muito combustível, ficado cansado e teria perdido muito tempo.

Diferentemente de você ir até alguém que já saiba aonde a farmácia fica e que irá poder te levar até lá, inclusive, através do caminho mais rápido.

__________________________________________________________________________

Por hoje é só, este foi o nosso post, não esquece de compartilhar com os seus amigos e de deixar a sua opinão nos comentários!!

Baixe o meu e-book -> O Inglês e as Novas Tecnologias

  • Gisela Paes Nogueira

    O meu maior problema é a ansiedade de falar, preciso compreender mais, esse é o segredo.
    Obrigada pelas dicas!